Nióbio e Grafeno: Brasil e Japão assinam acordo de produção e uso

O presidente da República, Jair Bolsonaro, se encontrou Palácio do Planalto, em Brasília, na manhã desta sexta (8), com MotegiToshimitsu, ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão.  

Durante cerimônia no Palácio Itamaraty, os países assinaram um Memorando de Cooperação relacionado à produção e uso de Nióbio e Grafeno.  

“O objetivo do documento bilateral é aprofundar o entendimento mútuo para explorar a cooperação na cadeia de valor de produtos que usam nióbio ou grafeno e propiciar uma cooperação mais estruturada no futuro, incluindo potenciais projetos conjuntos”, destacou o Ministério das relações Exteriores .

A assinatura do memorando é resultado de tratativas iniciadas pelo presidente Bolsonaro, que em 2019 manifestou interesse na cooperação ao então primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, durante o Fórum Econômico de Davos, e de reunião entre o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, e o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, também em 2019.  

Também foram assinados acordos de cooperação entre os dois países nas áreas de biodiversidade, desenvolvimento de sensores e plataforma de agricultura de precisão em apoio à agricultura sustentável brasileira e uso tecnologias avançadas de radar de abertura sintética e uso de inteligência artificial para o combate ao desmatamento ilegal.