Mourão diz que houve excessos de Daniel Silveira e do STF

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nesta quinta (18) que, no caso envolvendo o deputado federal Daniel Silveira, houve excessos de ambas as partes, tanto do parlamentar quanto do Supremo Tribunal Federal.

“Não se chega ao equilíbrio somando-se os excessos. O deputado seguramente excedeu-se no exercício da imunidade parlamentar. Contudo, isso não autoriza que outros agentes se excedam também, porque assim o sistema de freios e contrapesos fica contaminado”, disse o general, em em entrevista CNN Brasil.

Para Mourão, o sistema de freios e contrapesos previsto no ordenamento brasileiro “decorre da separação de poderes e exige a temperança constitucional ante excessos inconstitucionais”.

O vice-presidente ainda disse que a situação causou uma “crise desnecessária”.

Mourão foi o primeiro do alto escalão do governo a se manifestar após a prisão do deputado de Daniel Silveira.