Guedes diz que Brasil pode virar Argentina ou Venezuela

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça (2) que o Brasil poderá se tornar uma nova Argentina dentro de seis meses ou ainda uma Venezuela no período de 1 ano e meio, em um dos trechos da entrevista

A declaração de Guedes foi feita no canal Primo Cast, gravado na última sexta (26) e que foi ao ar nesta terça.

A condição para isso seria continuar as políticas públicas de governos anteriores, que beneficiavam grandes empresas com empréstimos de bancos públicos, e o descontrole dos gastos do governo, aliado à escalada da taxa básica de juros.

“Para virar a Argentina, seis meses. Para virar a Venezuela, um ano e meio. Se fizer errado, vai rápido. Agora, quer ir para o outro lado? Quer virar Alemanha ou Estados Unidos? 10 ou 15 anos na outra direção”, afirmou Paulo Guedes.

O ministro repetiu que “o Brasil era o paraíso dos rentistas e o inferno dos empreendedores, mas era uma promessa falsa”. Em seguida, questionou: “Quem é que vai pagar 7% ao ano [para o rentista] lá na frente?”

Pouco antes desse trecho, o ministro da Economia destacou que, “para construir uma nação forte, você leva às vezes décadas, e, para construir um desastre econômico, são alguns meses, na pior das hipóteses, anos”.

Guedes deu as declarações dias depois de as ações da Petrobras registrarem queda na Bolsa.

Guedes defendeu privatizações como a da Eletrobras para, inclusive, gerar recursos para os mais carentes. Sem citar nomes, criticou o uso de estatais para benefício da classe política e financiamento de campanhas eleitorais.

Em sua visão, os lobbies de empregados também travam a tarefa. “Está cheio de gente pendurada lá com salário alto, benefício, aposentadorias muito boas, férias que pode vender para a empresa. Tem muitos privilégios”, disse.

Confira a entrevista do Ministro:

Guedes também disse que o Brasil está a beira de um abismo fiscal.

Confira a análise no Canal Pátria & Defesa.