Senado aprova novo marco legal para o saneamento básico no Brasil

O Senado aprovou hoje o novo marco legal do saneamento básico no país. A medida, aprovada pela Câmara no fim do ano passado, pode abrir mais espaço à atuação de agentes privados e atrair investimenos no setor. O projeto foi aprovado por 65 votos a favor e 13 contrários.

O projeto tem objetivo de mudar um quadro dramático: mais da metade da população brasileira não tem esgoto tratado e cerca 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água potável.

A estimativa do governo e de especialistas do setor privado é que serão necessários cerca de R$ 700 bilhões para que essa situação seja corrigida até 2033, reduzindo as deficiências de infraestrutura que deixa 104 milhões de brasileiros sem serviço de esgoto.