Eduardo Bolsonaro comanda o maior evento conservador do mundo em sua primeira edição no Brasil

A primeira edição brasileira da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) começou nesta sexta-feira (11), na cidade de São Paulo e foi comandada pelo Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro.

O CPAC é uma conferência que ocorre todos os anos nos Estados Unidos, organizada pela União Conservadora Americana. As reuniões nos Estados Unidos costumam receber as principais vozes do conservadorismo naquele país, sendo que o presidente Donald Trump foi o orador de honra de todas as edições anuais desde que chegou à Casa Branca.

No Brasil, na noite desta sexta (11), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), Matt Schlapp (presidente da American Conservative Union), e o Vice-Presidente do Diretório Nacional do PSL, Antônio de Rueda, discursaram durante a primeira noite do evento.

O combate ao comunismo foi um dos dos principais temas. Segundo Schlapp, a batalha contra o comunismo não é uma causa ganha, que teria acabado em 1989, com a queda do Muro de Berlim.

Para Schapp, ao participar de CPACs ao redor do mundo, “estamos vendo este problema tomar uma nova forma”, citando o exemplo de países comunistas como Cuba e Venezuela, e a situação dos manifestantes em Hong Kong, que lutam contra o autoritário regime da China.

Eduardo Bolsonaro falou sobre a importância da vinda do CPAC ao Brasil, discursou e enfatizou como grave “o domínio no meio universitário por ideologias de esquerda”, fez um apanhado histórico de como o comunismo avançou no mundo, e especificamente no Brasil, por meio “da ideologia do filósofo marxista italiano Antônio Gramsci”, que defendia a tese de que o poder político viria automaticamente uma vez feita a revolução cultural.

Eduardo também falou das lições do filósofo Olavo de Carvalho que poderiam orientar o público ali presente, resumidas em frases como “não se dá um curso público sobre formação de militância, porque se você já começa explicando tudo que é para fazer, você já desfez a sua militância”, e “o poder da ação individual é enorme, desde que você tenha a cara-de-pau de agir”.

O evento continua neste sábado (12) e contará com a presença de diversas personalidades conservadoras do Brasil e dos Estados Unidos.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação