“EUA utiliza critérios quantitativos, para definir a suspensão temporária de voos partindo do Brasil”, diz Filipe G. Martins

Filipe Martins, Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, comentou, falou através das redes sociais neste domingo (24), sobre a suspensão temporária da entrada de pessoas vindas do Brasil nos Estados Unidos.

Filipe explicou que a decisão do presidente Donald Trump tem o “mesmo propósito de medida análoga” adotada pelo governo Bolsonaro em “relação a cidadãos de todas as origens, inclusive norte-americanos, e de medidas semelhantes tomadas por ampla gama de países no mundo todo”.

Filipe esclareceu o assuntos nas redes sociais dizendo:

“A decisão do governo dos EUA tem teor idêntico a medidas anteriores que suspenderam a entrada de viajantes de outros países afetados pelo Covid-19, como China, Irã, Reino Unido, Irlanda e os países da União Europeia, não sendo de modo algum discriminatória contra o Brasil.”

E o assessor especial de assuntos internacional do PR, ainda acrescentou:

“A decisão baseia-se em parâmetros quantitativos previamente estabelecidos e não proíbe vôos para os EUA ou para o Brasil, nem afeta o fluxo de comércio entre os dois países.

Brasil e EUA têm mantido importante cooperação bilateral no combate ao Covid-19. Além da doação de mil respiradores anunciada hoje, os EUA já doaram cerca de US$7 milhões para os esforços brasileiros de mitigação dos impactos do coronavírus à saúde e à economia de nossa nação.”

“No mais, não deveria ser novidade para ninguém que a prioridade do PR Bolsonaro, junto com o combate à epidemia, é garantir que os brasileiros tenham liberdade de ir e vir em seu próprio território, algo que lamentavelmente vem sendo desrespeitado por autoridades estaduais.”

Nosso país é considerado pelo Governo Trump, um país populoso e este é o critério objetivo da decisão.

A imprensa sempre no intuito de distorcer os fatos maldosamente desinforma seus leitores, tentando fazer parecer que a decisão tem alguma coisa haver com o Presidente Bolsonaro, inclusive deixando de informar ou quase não dando destaque, que no mesmo dia, o governo americano, declarou pacotes de ajuda financeira e operacional ao Brasil, incluindo respiradores mecânicos, que tanta vidas podem salvar.

É o bom e velho quanto pior melhor, que a velha mídia utiliza para perpetuar o complexo de vira-lata na população brasileira. Eles só se esquecem, que o povo brasileiro está cada vez mais buscando fontes confiáveis de informação.