EUA: Alto comando militar se manifesta sobre quem estará a frente do poder no dia 20

Logo após o congresso americano certificar Joe Biden no dia 06 de janeiro, o alto comando militar se manifestou.

O memorando assinado pelos militares de alta patente e já verificado pela equipe do Pátria Digital trás duas sinalizações importantes:

1-O alto comando das forças militares americanas reconheceu a certificação do congresso americano no dia 06 de janeiro, para a chapa progressista Biden-Kamala.

2-O fato do alto comando militar precisar informar a toda defesa americana que existe um novo presidente, sinaliza a comunidade de Geopolítica e Defesa internacional, inclusive à aqueles que são hostis aos Estados Unidos da América, que não existe consenso dentro das forças armadas americanas, sobre a chapa eleitoral “vitoriosa” no pleito de 2020.

A equipe editorial do Pátria Digital, entrou em contato com fontes militares dos Estados Unidos e dos países membros dos Brics, a cerca deste comunicado, e obteve como resposta a preocupação dos mesmos, de que não há um unicidade de pensamento dos militares americanos.

É importante ressaltar que “os Estados Unidos da América detém a maior força militar do planeta e o maior arsenal militar do mundo, e é sim preocupante, que não haja consenso absoluto de quem comanda esta referida força e arsenal”, disse um comandante militar fonte desta matéria.

Outro oficial consultado manifesta sua preocupação pelo fato do alto comandado militar precisar informar para próprias forças americanas quem comandará o país nos próximos anos, pois demonstra a desconfia de parte do setor militar americano sobre a sua hierarquia de comando.

O Pátria Digital e sua equipe editorial deseja ao povo americano, que encontre dentro das suas instituições e leis um caminho que leve a pacificação e homogeneização das opniões militares do seu país, visto que a estabilidade do mundo depende da demonstração consistente desta estabilidade local.

Torcemos para que os Estados Unidos da América faça uma transição concisa e precisa para sua própria governabilidade, a fim de servir de exemplo à estabilidade geopolítica mundial.

Confira o documento na íntegra:

Confira a análise no canal Pátria & Defesa.

Editorial Patria Digital
Camila Patriota