Desembargador do TRF da 4ª Região revoga prisão de Índio da Costa

O ex-deputado federal Índio da Costa teve a sua prisão cautelar revogada por uma decisão do desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Ele foi preso pela Polícia Federal (PF) na semana passada, na Operação Postal Off, que investiga supostos desvios de cerca de R$ 13 milhões, dos Correios.

A decisão dada nesta quinta-feira (12), por Gebran, acata a um pedido da defesa de Índio da Costa. Para o desembargador, o decreto de prisão está baseado em argumentos genéricos sobre a suposta participação do ex-deputado nos desvios.

No entanto, apesar de poder deixar a prisão, Índio da Costa deverá cumprir uma série de medidas alternativas, como o pagamento de fiança no valor de 200 salários mínimos. Ele também está proibido de se comunicar com outros investigados, de entrar nas dependências dos Correios, de sair do pais sem autorização da Justiça e de ocupar função pública.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação