Bolsonaro reafirma que vacinação não será obrigatória

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou, na manhã desta sexta-feira (22), que a vacinação contra a covid-19 não será obrigatória. Mas, como foram aprovadas pela Anvisa serão distribuídas em todo o país.

Bolsonaro ainda alerta que o uso das vacinas é “só emergencial” e aconselhou os brasileiros a lerem a bula dos imunizantes para saberem o que estão tomando.

O presidente vem alertando que os laboratórios querem se eximir dos possíveis efeitos colaterais das doses.

Nesta quinta (21), a Índia confirmou que as vacinas de Oxford serão exportadas para o Brasil ainda no mesmo dia.

Com a chegada das vacinas, o governo Bolsonaro desmente todas as narrativas da velha mídia de que o governo está omisso em relação ao caso de saúde pública.