Bolsonaro: “fica quase impossível uma fraude” nas eleições de 22 com Forcas Armadas

Durante conversa com apoiadores nesta segunda-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro ironizou as prévias do PSDB após a confusão ocorrida neste domingo (21). Sem citar o nome da sigla, Bolsonaro criticou o ‘voto eletrônico’ que iria definir o candidato do PSDB.

Ao comentar o episódio, Bolsonaro riu da situação.

“Eu não vou falar disso porque não tenho nada a ver com o outro partido. Mas deu uma confusão em São Paulo ontem. É o tal do voto eletrônico, ironizou Bolsonaro

O presidente também falou sobre as urnas eletrônicas brasileiras e disse que, com a participação das Forças Armadas na inspeção das urnas, “fica quase impossível uma fraude” nas eleições de 2022.

“O ministro Luís Roberto Barroso emitiu uma portaria e convidou umas dez instituições. Entre elas, uma tal de Forças Armadas, para participar do sistema das eleições do ano que vem (…) Então, nós vamos participar da primeira fase, lá do código fonte, até a sala secreta. Não vai ter problema. O ideal é o voto no papel, mas agora fica quase impossível uma fraude” declarou o Presidente