Bolsonaro chama Doria de moleque e diz para culpar o STF

O presidente Jair Bolsonaro respondeu nesta sexta (15), em entrevista à Band, aos ataques do governador de São Paulo João Doria.

O tucano chamou Bolsonaro de “facínora”, nesta sexta pelas situações que ocorridas em Manaus.

Bolsonaro disse em alto e bom tom, que Doria é “pilantra”, “moleque” e “inconsequente”, por acusá-lo de ser responsável pelo colapso da saúde pública em Manaus.

“Ele [Doria] quer jogar a responsabilidade em cima de mim. Será que ele tem coragem moral- porque homem ele não é, sabemos que esse pilantra não é homem- de criticar o STF, que falou que eu não posso interferir?”, disse Bolsonaro.

“Eles querem essa cadeira (de presidente) para roubar, para fazer o que sempre fizeram. Estamos dois anos sem corrupção, isso incomoda Maia e Doria”, afirmou Bolsonaro.

“Esse inferno que querem impor na minha vida não vai colar. E eu vou continuar fazendo meu trabalho. Não tem do que me acusar. Tem 40 a 50 processos de impeachment, não valem nada (…).Estou cometendo um crime por interferir, por ajudar e não o contrário. Então, se esse moleque que governa SP tem coragem e moral, critique o STF, que falou que estou proibido de intervir nas ações de combate à covid”, disse Bolsonaro.

“Esse governador inconsequente, que falou que a vacina tinha que ser obrigatória, isso é coisa de canalha, falar que a vacina tem que ser obrigatória, uma vacina que é emergencial, então tem que ter responsabilidade”, completou Bolsonaro.

Confira à analise no canal Pátria & Defesa e compartilhe com mais patriotas.