Urgente: “Não assaltem o Brasil’ apela Guedes à Maia e a Câmara.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez hoje um apelo à Câmara dos Deputados.

Em discurso no qual tratou sobre o impacto do coronavírus na economia, ele citou nominalmente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), no pedido para que não haja reajuste salarial do funcionalismo público até 2021.

“Precisamos da contribuição do funcionalismo público. Dezenas de milhões de brasileiros estão sendo demitidos, milhares de empresas estão fechando, nós só estamos pedindo uma contribuição. Isso vale para funcionalismo de prefeitos, governadores e do governo federal. Nós sempre tivemos a mesma posição, não vamos tirar nada de ninguém. Enquanto o Brasil está de joelhos, nocauteado, por favor, não assaltem o Brasil”, afirmou.

“É a hora de assumir as lideranças, fazer as coisas difíceis. O importante para o Brasil não é só que a liderança politica procure a popularidade. O presidente é popular, ele não é populista”, concluiu o ministro.