‘Tudo que saiu na imprensa eu vou exigir que ele mantenha’, diz Aziz sobre relatório de Renan

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), ficou contra a divulgação antecipada, sem conhecimento prévio dos demais integrantes da comissão, feitas pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL).

No texto revelado na íntegra pelo Estdão , Renan Calheiros atribui 11 crimes ao presidente Jair Bolsonaro e propõe o indiciamento de 63 pessoas, entre as quais ministros, ex-ministros, filhos do presidente, deputados, médicos e empresários.

Para Omar Aziz, os indiciamentos já divulgados agora devem ser mantidos, sob pena de os demais integrantes da CPI virem a ser acusados de tentar proteger alguém com eventuais mudanças.

“Tudo que saiu na imprensa, volto a repetir, eu vou exigir que ele mantenha no relatório. Porque ele não vai jogar e depois tirar. Vai tirar por quê? Por que o açodamento em vazar?”, indagou Omar Aziz.