Povo americano ‘desconfia do processo eleitoral’, diz Ernesto Araújo

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou, ontem (7), que é preciso condenar a invasão do Capitólio, sede do Congresso dos Estados Unidos

Em uma série de mensagens nas redes sociais, Araújo disse que é preciso investigar “se houve participação de elementos infiltrados na invasão” e a “morte de 4 pessoas incluindo uma manifestante atingida por um tiro dentro do Congresso”. 

O chefe do Itamaraty também disse que é preciso “reconhecer que grande parte do povo americano se sente agredida e traída por sua classe política e desconfia do processo eleitoral”: 

“Há que distinguir ‘processo eleitoral’ e ‘democracia’. Duvidar da idoneidade de um processo eleitoral NÃO significa rejeitar a democracia. Ao contrário, uma democracia saudável requer, como condição essencial, a confiança da população na idoneidade do processo eleitoral.” 

Também repudiou quem chama de “facistas” cidadãos de bem que se manifestam contra o sistema e que não se pode desligitimar o povo nas ruas e nas redes sociais.

O Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Bolsonaro, se manifestaou sobre as declarações do Chancelar Brasileiro, corroborando com a mesma.

Confira a análise no canal Pátria & Defesa