Mourão diz que declarações de Macron atendem a interesses protecionistas

O vice-presidente Hamilton Mourão rebateu, em francês, na manhã desta quarta (13/1), a fala do presidente Emmanuel Macron, feitas sobre a soja brasileira.

O general disse que Macron desconhece o processo de produção de soja no país e afirmou que suas declarações atendem a interesses protecionistas.

“Monsieur Macron ne pas bien (o senhor Macron não está bem). Macron desconhece a produção de soja do Brasil. Nossa produção de soja é feita no cerrado ou no Sul do país. Então, eu acho que nada mais, nada menos, externou aí aqueles interesses protecionistas dos agricultores franceses. Faz parte do jogo político”, afirmou Mourão.

O vice-presidente também afirmou que a capacidade brasileira de produção é imbatível e que a produção agrícola na Amazônia é “ínfima”.

“A produção agrícola na Amazônia é ínfima. Por outro lado, a nossa capacidade de produção é imbatível, vamos colocar assim. Nossa competição nesse ramo está muito acima dos demais concorrentes”, disse Mourão no Palácio do Planalto.

Mapa de localização da Amazônia Brasileira e localização da produção de soja no Brasil

Na terça (12), Macron fez críticas ao desmatamento da Amazônia e citou especificamente a soja brasileira, relacionando-a ao problema ambiental.

“Continuar a depender da soja brasileira seria ser conivente com o desmatamento da Amazônia”, disse o presidente Francês.