Moraes determina prisão e extradição do jornalista Allan dos Santos

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, ordenou  a prisão preventiva do jornalista Allan dos Santos, que mora nos Estados Unidos.

Moraes determinou que o Ministério da Justiça inicie o procedimento de extradição de Allan dos Santos, Com isso, o nome do jornalista será enviado para a Interpol.

A determinação para que Allan dos Santos fosse preso foi expedida há 15 dias pelo ministro do Supremo e que a embaixada do Brasil nos Estados Unidos já foi comunicada.

Moraes ordenou ainda que a Polícia Federal inclua o mandado de prisão na lista da Difusão Vermelha da Interpol, para garantir que Santos seja capturado e retorne ao Brasil. Também foi acionada a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

A TV Globo teve acesso ao processo que envolve a prisão de Santos. A decisão de Moraes, do dia 5 de outubro, atende a um pedido da Polícia Federal. A Procuradoria-Geral da República se manifestou contra a prisão.

A PF afirma ainda que, principalmente, por meios digitais, Allan dos Santos e seu grupo pregam deliberadamente:

  • o fim de instituições democráticas, como a democracia representativa (busca queda de prefeitos e governadores eleitos e o fechamento do Congresso Nacional);
  • a tripartição dos poderes (defende o fechamento do Supremo Tribunal Federal como forma de garantia de governabilidade pelo presidente da República).
  • a intervenção militar

Moraes determinou ainda que sejam bloqueadas todas as contas de redes sociais vinculadas a Allan dos Santos e ainda suas contas bancárias. Também ficam proibidos os repasses de dinheiro das plataformas para os canais e contas