General Heleno diz que é inconcebível apreensão de celular do Presidente, podendo ter consequências imprevisíveis

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, publicou nas redes sociais uma nota à Nação Brasileira.

A Nota é uma resposta ao pedido do ministro do STF Celso de Mello, solicitando o depoimento do chefe do Executivo e a busca e apreensão do celular dele e do vereador Carlos Bolsonaro para perícia.

As notícias-crimes pedem desdobramentos na investigação sobre a acusação do ex-ministro Sergio Moro de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal (PF).

“O pedido de apreensão do celular do Presidente da República é inconcebível e, até certo ponto, inacreditável”, declarou o General

Confira a nota na íntegra