Gen. Heleno: parlamentares são “insaciáveis” e contrariam presidencialismo

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o General Augusto Heleno, criticou e ainda se manteve firme, sobre a divulgação de uma conversa sua com ministros dizendo: “mais um lamentável episódio de invasão de privacidade”.

Nesta quarta (19), durante um evento no Palácio da Alvorada, uma conversa do general vazou durante uma transmissão ao vivo da internet.

“Nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo. Foda-se”, disse Heleno ao comentar sobre a pressão exercida pelo Congresso Nacional.

Nas redes sociais, o general Heleno disse que “vazou para a imprensa uma conversa” com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos e declarou:

“Externei minha visão sobre as insaciáveis reivindicações de alguns parlamentares por fatias do orçamento impositivo, o que reduz, substancialmente, o orçamento do Poder Executivo e de seus respectivos ministérios.”

E ainda completou:

“Isso, a meu ver, prejudica a atuação do Executivo e contraria os preceitos de um regime presidencialista. Se desejam o parlamentarismo, mudem a Constituição. Sendo assim, não falarei mais sobre o assunto.”