Forças Armadas apoiam nota do General Heleno à nação brasileira.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, disse, nesta sexta (22), que as Forças Armadas concordam com a nota à nação brasileira enviada pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno.

Em nota oficial, o General Heleno disse que apreender o celular do presidente da República, Jair Bolsonaro, seria uma “afronta à autoridade máxima do Poder Executivo e interferência inadmissível de outro Poder” e que “poderá ter consequências imprevisíveis”.

Durante entrevista à emissora local, o general e Ministro da Defesa, Fernando Azevedo declarou:

“O MD [Ministério da Defesa] teve conhecimento que o Gen. Heleno iria soltar a nota e concordou com a emissão, tendo em vista que o celular do PR [presidente da República] é um assunto de segurança institucional.”

O ministro da Defesa acrescentou:

“A simples ilação da apreensão do celular do Presidente da República, na visão dele, é absurda. Afronta a segurança institucional. MD está extremamente preocupado com a tensão entre os poderes.”