CPI: Justiça Estadual garante direito de silêncio para Carlos Gabas

A Justiça Estadual concedeu habeas corpus ao secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, para assegurar o direito constitucional ao silêncio no depoimento que prestará na CPI mantida pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Gabas é aguardado nesta quarta (6) como investigado sobre a compra frustrada de respiradores pelo Consórcio Nordeste. 

O documento também recomenda que seja proferido “tratamento digno e respeitoso, não podendo sofrer quaisquer constrangimentos físicos ou morais durante as sessões”.

A Comissão pede explicações do Consórcio sobre a compra de respiradores para a Hempcare, empresa que não tinha experiência no ramo e que não entregou os equipamentos prometidos, apesar de ter recebido aproximadamente R$ 48 milhões do Consórcio Nordeste, sendo R$ 4,8 milhões do Rio Grande do Norte.