Bolsonaro apresentará prova de fraude na eleição semana que vem

Presidente afirmou que fará apresentação demonstrando que Aécio Neves ganhou as eleições em 2014

Em entrevista à rádio Itatiaia nesta terça-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro disse que apresentará “provas de fraudes” nas eleições “na semana que vem”.

Bolsonaro disse que agendará para a semana que vem uma apresentação na qual demonstrará que as urnas eletrônicas não são seguras.

Independentemente da análise do tribunal, “o que vale é a opiniao publica, que não vai aceitar as eleições sem ser auditada e ter contagem pública”. “Hoje, meia dúzia contam a eleição. […] Nós sim jogamos sim dentro das quatro linhas da eleição.”

“Um hacker ‘do bem’ mostrou aqui e vou provar que [o pleito de] 2014 foi fraudado. Temos uma fotografia minuto a minuto dos votos em Aécio e Dilma até o final [da votação] e só Dilma aparecia na frente. [O evento] vai ser lá na Presidência e vou convidar a imprensa. Vamos desmontar a tese do [presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro Supremo Tribunal Federal Luís Roberto] Barroso de que urnas não podem ser fraudadas”, afirmou Bolsonaro 

“Eu só consegui ser eleito porque tive muito voto. Eu vou comprovar semana que vem que teve fraude nas eleições de 2014. Vão vir hackers para mostrar”, completou. 

Na época, o PSDB chegou a pedir uma auditoria dos votos junto ao TSE, mas não conseguiram analisar as informações.

Bolsonaro: “Não tem cabimento eu não ter ganho em primeiro turno em 2018”

“Aqui, por exemplo, tem um ministro do STF contra a transparência das eleições. A que ponto nós chegamos? Aquela máxima, né, de esquerda, “ganha eleição não é quem vota, é quem conta os votos”. É o que está em andamento para o ano que vem. Não podemos admitir eleições suspeitas, como já tivemos em 2014, tivemos em 2018. Não tem cabimento eu não ter ganho em primeiro turno em 2018, não tem cabimento”, alegou.