Após confusão vereadores mantém veto ao passaporte de imunizante no RS

Tumulto começou depois que o presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Idenir Cecchim (MDB), pediu para seguranças retirarem manifestantes do plenário.

Nesta quarta (20/10), uma sessão plenária na Câmara Municipal de Porto Alegre, que discutia o veto da prefeitura da cidade à exigência do comprovante, precisou ser interrompida após confusão entre vereadores e manifestantes contrários à medida, que assistiam a sessão. 

Os vereadores analisavam o veto do prefeito Sebastião Melo (MDB) à exigência do comprovante para acesso a eventos esportivos, sociais, religiosos, feiras e congressos em Porto Alegre.

A confusão, que teve troca de socos e empurrões, começou quando o vereador Idenir Cecchim (MDB), que presidia a sessão, pediu para que uma pessoa que segurava um cartaz fosse retirada.

Após a pressão dos manifestantes a sessão foi retomada e os vereadores mantiveram o veto da prefeitura ao passaporte.