‘Quem não tomou a imunizante não pode ser perseguido’ diz Bolsonaro

Durante evento em São Roque de Minas (MG) nesta segunda-(18), o presidente Bolsonaro fez duras críticas ao passaporte sanitário e defendeu que “não se pode perseguir quem quer que seja por não ter tomado imunizando”.

“Não se pode perseguir quem quer que seja por não ter tomado imunizante. Temos alguns estados que estão com essa sanha, exigir a carteira de imunização para poder frequentar um ou outro local” declarou.

“Eu tenho poder, por decreto, [DE] exigir o passaporte, mas não farei isso, porque a nossa liberdade está acima de tudo” afirmou o presidente.