PF alerta Supremo sobre mensagens de ameaças a ministros da Corte

A Polícia Federal alertou ao Supremo Tribunal Federal que encontrou mensagens contendo ofensas e ameaças a ministros da Corte.

Em nota, a PF informou que localizou esse conteúdo durante monitoramentos de rotina feitos nas últimas semanas. A troca de mensagens ocorreu na chamada deep web. É a parte da internet que não aparece nos buscadores de conteúdo tradicionais.

As investigações são sigilosas e ainda estão em curso. O objetivo é identificar os responsáveis pelas mensagens. Ainda em nota, a Polícia Federal esclareceu que as ameaças eram genéricas e não traziam indícios de qualquer planejamento para praticar atentado terrorista contra os membros do Supremo.

Mesmo assim, a polícia encaminhou as mensagens ao ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito que apura ofensas e ameaças ao Supremo Tribunal Federal.

Morais encaminhou os documentos da polícia ao presidente do Supremo, Antonio Dias Toffoli, que teria enviado um ofício sigiloso aos outros ministros da Corte.

O Supremo Tribunal Federal informou que não vai se pronunciar.