Pence recusa invocar afastamento de Trump

O vice-presidente Mike Pence disse que se recusa a invocar a 25ª Emenda  para remover o presidente Donald Trump do cargo, dizendo que isso abriria um “precedente terrível”.

Na carta enviada a Presidente da Câmara, Nancy Pelosi (D-Calif.), Mike Pence disse que não acredita que invocar a 25ª Emenda seja no melhor interesse da nação ou seja consistente com a Constituição.

“Apenas oito dias do mandato do presidente, você e a bancada democrata estão exigindo que o Gabinete e eu invoquemos a 25ª Emenda”, escreveu ele. “Não acredito que tal curso de ação seja no melhor interesse de nossa nação ou seja consistente com nossa Constituição.”

“Na semana passada, não cedi à pressão para exercer poder além da minha autoridade constitucional para determinar o resultado da eleição, e agora não vou ceder aos esforços da Câmara dos Deputados para jogar jogos políticos em um momento tão sério na vida de nossa nação. ”.

A 25ª Emenda, adotada em 1967, afirma que se um vice-presidente em exercício e a maioria do gabinete concordarem que o presidente não está apto para desempenhar suas funções, o presidente pode ser destituído e o vice-presidente pode assumir a presidência.

Carta de Mike Pence a Nanci Pelosi