Militar preso com cocaína denuncia ‘armação’ contra Bolsonaro

A defesa do sargento da Força Aérea Brasileira (FAB), Manuel Silva Rodrigues, preso com 39 kg de cocaína na Espanha, disse à Corregedoria do Ministério Público Militar brasileiro que há evidências de “ações clandestinas para imputar crimes” ao comissário de bordo.

De acordo com o advogado Carlos Alexandre Klomfahs, o objetivo seria “prejudicar a imagem do Brasil e do governo do Presidente Jair Bolsonaro”.

Carlos Klomfahs assumiu a defesa de Rodrigues há poucos dias, e disse que houve “armação” contra o militar.

Manuel Silva Rodrigues, é comissário de bordo e fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanhava a viagem do chefe do Executivo ao Japão, onde Bolsonaro participou da reunião do G-20.

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário em alta
2 Autores de comentários
Francisco NunesMarcos Roberto Rodrigues Pereira Autores recentes de comentários
  Inscrever-se  
Mais novo Mais antigo Mais votado
Notificação
Marcos Roberto Rodrigues Pereira
Visitante
Marcos Roberto Rodrigues Pereira

Isso estava na cara que era armação.

Francisco Nunes
Visitante
Francisco Nunes

Está claro que algo existe nisso aí e queremos os nomes. Chega de sombras, a esquerda é capaz de tudo que não presta.

Francisco Nunes
Visitante
Francisco Nunes

Que é armação a gente sabe mas queremos os nomes dos indivíduos.