Maioria do STF vota contra pedido para soltar Jefferson

Nesta segunda-feira (22), o STF formou maioria contra um pedido de liberdade do ex-deputado federal Roberto Jefferson.

Os ministros analisam o pedido de habeas corpus (HC) por meio do plenário virtual e poderão votar até a próxima sexta-feira (26).

O pedido foi apresentado à Corte pela Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil e é relatado pelo ministro Edson Fachin.

O primeiro a votar foi o ministro Edson Fachin, relator do caso. Ele negou o pedido por considerar que “não é cabível habeas corpus em hipóteses como a dos autos, por se tratar de writ contra decisão monocrática proferida pelo ministro Alexandre de Moraes, que decretou a prisão preventiva do agravante”.

Fachin foi acompanhado pelos ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. Ainda faltam os votos dos ministros Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Nunes Marques e Luiz Fux, presidente da Corte.

Já o ministro Alexandre de Moraes se declarou impedido e não irá votar.