Governo Bolsonaro faz previsão de arrecadar R$ 1,6 trilhão com privatizações

O governo Bolsonaro anunciou que espera arrecadar cerca de R$ 1,6 trilhão com concessões e privatizações de obras, empresas e outros projetos da União e dos estados administrados via PPI.

O governo prever como área de maior arrecadação o Ministério de Minas e Energia.

De acordo com o ministro, almirante Bento Albuquerque, apenas os leilões dos segmentos de óleo e gás deverão render R$ 1,3 trilhão aos cofres públicos.

Apesar do governo prever o volume dos recursos que serão arrecadados com todas as novas concessões e privatizações, o Planalto não informou em quantos anos será atingida a meta.

Atualmente, o PPI tem, no total, 105 projetos em sua carteira, que passarão para a iniciativa privada.

Após a reunião desta quarta, 59 projetos foram adicionados à lista do programa, com os quais o governo espera arrecadar o montante anunciado durante todo o período de concessão. Iniciado há 35 meses, o governo federal já privatizou 147 projetos dos 193 iniciais.

De acordo com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, havia a necessidade de se “recompletar a lista” do programa e, por isso, foram adicionados os 59 projetos, que incluem ferrovias, portos e hidrovias, energia, óleo e gás, aeroportos, mineração, abastecimento, rodovias etc.

“As equipes técnicas vão estudar cada projeto para fazer, além da parte técnica, a modelagem desses contratos e como isso vai ser colocado no leilão da Bolsa de Valores”, disse o general Santos Cruz.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação