Bolsonaro enquadra a direita na internet “Ou vocês confiam em mim, ou não confiam”.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, comandou a sua tradicional live de quinta neste fim de tarde, e reservou um espaço para manifestar sua insatisfação com a falta de confiança de parte da militância de direita na internet.

O recado foi direcionado aos influenciadores digitais, Nando Moura e Danilo Gentili, que nos últimos dias vem sendo críticos contumazes às estratégias do governo em relação a temas polêmicos como a nova previdência, os vetos ao pacote anticrime do ministro Sergio Moro, e o fundão eleitoral.

Bolsonaro citou nominalmente o apresentador do SBT e influenciador digitial, Danilo Gentili, por ataques que considerou gratuitos a ele e a seus familiares, e o Youtuber Nando Moura, de forma velada, citando suas características, “Youtuber que era cabeludo e agora é careca de São Paulo”, observando ainda que não falaria o seu nome, por ainda guardar apreço ao mesmo.

Nando Moura e Jair Bolsonaro durante a campanha em 2018

Na real, os famosos influenciadores vem se manifestando através de suas redes sociais, com ataques gratuitos e elucubrações sobre as estratégias de governabilidade do presidente Bolsonaro.

De forma coloquial, enumeram as decisões de Bolsonaro como um jogo de “damas”, onde na verdade deveriam ler um tabuleiro de xadrez. Ficou fácil abrir mão de toda a luta da direita para se eleger um presidente que possua a cosmovisão anti-esquerda, trocando essa cara vitória por precipitada e equivocada leitura há atos que fazem parte do trato político do dia-a-dia.

Jamais se pode renegar o trabalho essencial da internet e dos influenciadores digitais sobre a luz da visão do resgate de valores de Olavo de Carvalho, que culminaram na onda conservadora de direita que subjugou o mal da esquerda parasitária no Brasil nas últimas eleições.

Desta forma é importante entender a paixão dos comentários dos membros expoentes da mídia aberta e digital, mas que infelizmente, possuem zero vivência do trato da política cotidiana.

Vai aqui um recado amigável do editorial do Pátria Digital a eleitores e influenciadores digitais sobre o maravilhoso momento e oportunidade que vivemos, a partir da eleição de Jair Messias Bolsonaro a presidência do Brasil.

Não elegemos um rei, e sim, o Presidente da República Federativa do Brasil, este compõe um dos três poderes essenciais da democracia brasileira. É preciso jogar o jogo, e a nossa constituição brasileira de natureza progressista, possui inúmeras ferramentas de excluir o nosso bom jogador. Estamos ha décadas sobre o manto da esquerda, e através da ampla mobilização de pessoas de bem, demonstramos nossa indignação com o vilipêndio político sobre o estado brasileiro.

Presidente da República do Brasil – Jair Messias Bolsonaro

A solução não virá da impaciência e da falta de apoio a quem colocamos no poder. Temos um bom jogador, mas devemos lembrar que estamos constitucionalmente limitados. É preciso resiliência da direita que surgiu a poucos anos e que ainda não formou a sua própria identidade.

É preciso entender, que algum nível de malabarismo será necessário a fim de que as verdadeiras reformas ocorram. Estamos vigilantes ao presidente e ao seu governo, mas a partir de uma análise que não visa simplesmente a quantidade de likes e views, percebemos que o presidente Bolsonaro ainda é portador de nossa total confiança.

É preciso nos policiarmos quanto a facilidade de abandonar o barco a 12 meses das próximas eleições municipais, eleições estas, que serão regadas a farto orçamento público. 

Live Presidente Bolsonaro – Trecho em destaque da matéria.

Em nossa opinião, Bolsonaro escolheu o caminho mais difícil, observe que desde que assumiu, nenhuma denúncia recaiu sobre seu governo, sua equipe e sobre qualquer tipo de favorecimento a seus apoiadores.

É natural que as pessoas que esperavam qualquer tipo de reciprocidade do governo, comecem a levantar a bandeira da dissidência, pois aqueles que criaram esta expectativa, vão frustrar-se frente a realidade da política.

Essa corrente de influenciadores, só encontrará guarita na conhecida velha política, que sempre guardou gordos privilégios a seus apoiadores.

O Pátria Digital conclama a direita brasileira que reflita sobre a necessidade da postura de resiliência em relação aos valores e as conquistas obtidas, estas são essenciais para que se alcance os objetivos almejados a partir da grande vitória que todos nós bons brasileiros conquistamos a partir das eleições de 2018.

É preciso ter fé em Deus e confiança no Capitão. Do contrário é Lula 2022.

Camila Patriota – Editorial Pátria Digital

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação