Bolsonaro encerra visita oficial à Índia

O presidente Jair Bolsonaro teve agenda oficial nesta segunda-feira (27) em Nova Déli, na Índia. A Índia está 8 horas e 30 minutos à frente do horário de Brasília.

Pela manhã , o presidente da República tomou  café da manhã com empresários indianos.

Em seguida, Jair Bolsonaro participou da sessão de abertura do seminário empresarial Brasil-Índia.

Jair Bolsonaro  também visitou o Taj Mahal e em seguida embarcou de volta ao Brasil.

O avião do presidente da República fará escala em Nairóbi, no Quênia.

A chegada do presidente ao Brasil está prevista para amanhã, terça-feira (28).

VISITA A ÍNDIA

Neste domingo (26), o presidente Jair Bolsonaro foi o convidado de honra, das comemorações do 71º aniversário do Dia da República da Índia, em Nova Delhi.

Todo ano, o convite é feito pelo governo indiano a um chefe de Estado. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro declarou que  “É uma honra para o Brasil e como chefe de Estado, estava muito feliz”.

O embaixador do Brasil na Índia, André Corrêa do Lago, declarou  que“O Dia da República é um desfile como o nosso Sete de Setembro, mas absolutamente monumental e que é uma grande tradição indiana. Portanto, é uma homenagem muito especial que o primeiro-ministro Modi queria fazer ao presidente Jair Bolsonaro e ao Brasil.

A convite do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, feito no ano passado durante a reunião da décima-primeira Cúpula do Brics, em Brasília.

Jair Bolsonaro realizou uma visita de Estado ao país entre os dias 24 e 27 de janeiro.

O presidente Jair Bolsonaro foi recebido pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, para assinatura de 15 acordos bilaterais. 

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro esses acordos  abrem novos caminhos para o aprofundamento de parcerias entre a Índia e o Brasil, com ênfase na promoção do comércio e dos investimentos, e na cooperação de áreas como energia, petróleo e gás, ciência e tecnologia e cultura”.

Brasil e Índia fecharam parcerias em áreas como segurança cibernética, previdência social e saúde. A viagem presidencial também resultou na recuperação da confiança do Brasil no mundo.