Bolsonaro critica governadores por quebrarem a economia dos Estados em meio à Covid.

O presidente Jair Bolsonaro, voltou a criticar, a condução da economia dos Estados pelos governadores em meio ao coronavírus.

“Esses mesmos que quebraram o estado deles, os mesmos governadores que quebraram seus estados, estão defendendo agora o [auxílio] emergencial de forma permanente. Só que por mês são R$ 50 bilhões, vai arrebentar com a economia do Brasil.”, disse Bolsonaro

O Auxílio emergencial permanente ‘arrebenta’ a economia, destacou o presidente.

A ajuda emergencial custa cerca de R$ 50 bilhões ao Brasil, por mês, e os governadores agora querem tornar o auxílio de forma permanente, o que para a economia é inviável.