No Senado Braga Neto defende mais recursos para o Ministério da Defesa

A falta de recursos para as forças armadas cria obstáculos para a modernização militar do país e atrasa projetos estratégicos. A afirmação é do ministro da Defesa, general Walter Souza Braga Netto, em audiência pública da Comissão de Relações Exteriores do Senado, nesta quinta-feira.

O general, que assumiu o Ministério da Defesa no início deste mês, depois de deixar a chefia da Casa Civil, salientou a necessidade da presença das forças de defesa do Brasil, que tem 17 mil quilômetros de fronteira, com 10 países. Ele citou também os três milhões e meio de quilômetros quadrados de mar territorial e os 22 milhões de quilômetros quadrados do espaço aéreo.

Para Braga Neto, os recursos destinados à Defesa precisariam ser maiores. Braga Neto afirmou que a indústria bélica também responde pelo crescimento econômico do país.

O ministro da Defesa apontou ainda o sucesso da Operação Acolhida, das forças armadas, reconhecida pela ONU, com atendimento a mais de 265 mil refugiados venezuelanos.

A audiência com o ministro da Defesa acontece a cada início de ano, no Senado. A solicitação para ouvir o general foi da presidente da Comissão de Relação Exteriores, senadora Kátia Abreu, do PP de Tocantins.

Assista: