Moraes prorroga por mais 90 dias investigação sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

Hoje (20), o ministro Alexandre de Moraes, do STF, prorrogou por 90 dias o inquérito que apura suposta interferência do presidente Bolsonaro na Polícia Federal.

A investigação foi aberta no ano passado pelo STF, que atendeu a um pedido da PGR, e tem como base acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

“Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações, nos termos previstos no art. 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 90 (noventa) dias, contados a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de julho), o presente inquérito’, diz trecho da decisão de Moraes.