Mendes manda PGR se manifestar sobre pedidos para investigar ministro Braga Netto

O ministro do STF Gilmar Mendes determinou hoje (27) que a PGR se manifeste sobre os pedidos de investigação sobre a conduta do ministro da Defesa, o general Braga Netto.

De acordo com “O Estado de S. Paulo”, Braga Netto teria enviado um recado por interlocutores ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), dizendo que se não houver voto auditável, não teriamos eleições em 2021.

O ministro da defesa se posicionou no mesmo dia negando as informações.

Cabe ao procurador-geral da República, Augusto Aras, decidir se há elementos para abrir uma investigação formal contra o ministro.

Parlamentares da esquerda acionaram o Supremo pedindo que as supostas ameaças de Braga Netto sejam apuradas, diante do risco para a estabilidade democrática para o país.

Há pedidos para que o ministro da Defesa responda por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional e por crime de responsabilidade.