Líder direitista italiano diz que eleição europeia é referendo entre a vida e a morte

O ministro do Interior e vice-premiê da Itália, Matteo Salvini, disse que as eleições europeias serão um referendo sobre as políticas do partido direitista Liga.

Durante um comício eleitoral Salvini afirmou:

“26 de maio não é uma eleição europeia, é um referendo entre a vida e a morte, entre o passado e futuro, entre a Europa livre e um Estado Islâmico baseado na precariedade e no medo.”

O líder direitista faz um apelo aos cidadãos para votarem em seu partido:

“Você deve nos ajudar a ir para a Europa e pegar de volta as chaves da nossa casa.”

De acordo com Salvini “os dados até hoje dizem que 4 em cada 10 italianos não vão votar no dia 26 de maio, mas eles vão para o mar, nas montanhas ou no campo”.

Salvini clamou a população:

“Peço que lutem comigo nestes 14 dias para mudar a Europa que entra em nossas lojas nos enchendo de lixo e cancelando nossos produtos e nos deixando sozinhos na luta contra o terrorismo”.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação