Braga Netto fez ameaça e condicionou eleições ao voto auditável, diz jornal

O ministro da Defesa, General Walter Braga Netto, mandou um recado condicionando a realização das eleições de 2022 à aprovação do voto auditável.

A informação foi publica hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Lira recebeu, no último dia 8, um duro recado de Braga Netto, por meio de um importante interlocutor político. O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, segundo a reportagem.

Na entrada do ministério da Defesa, na manhã de hoje, Braga Netto foi questionado sobre a reportagem e, sem parar para falar com os jornalistas, declarou que a informação revelada era “invenção e mentira”.