Bolsonaro diz que Alcolumbre “tortura” Mendonça ao não marcar sabatina

Bolsonaro disse que não há motivos para mudar a indicação ao Supremo, para ocupar o lugar deixado pelo ministro Marco Aurélio Mello, e que o nome precisa ser colocado em votação.

“Não tem motivo para mudar André Mendonça. É uma pessoa que é evangélica, é um compromisso meu e tem uma bagagem jurídica enorme. Há interesse por partes de alguns senadores de colocar um nome mais simpático a eles, mas o que o Davi Alcolumbre faz não é justo. É uma verdadeira tortura contra um chefe de família”, falou.

“Ele vai ser contra as pautas progressistas. Nas econômicas, ele estará alinhado conosco. Nós precisamos desse voto lá, para o bem do Brasil”, finalizou o presidente