Bolsonaro afirma que não vai admitir apuração de votos “secreta” do TSE

Nesta quinta (22), o presidente Jair Bolsonaro afirmou durante entrevista à Rádio Banda B, que não pode admitir que as eleições sejam apuradas por “meia dúzia de pessoas com uma chave criptográfica” em “sala secreta lá no Tribunal Superior Eleitoral”.

“Não posso admitir que meia dúzia de pessoas tenham a chave criptográfica de tudo e, de forma secreta, contem votos numa sala secreta lá no Tribunal Superior Eleitoral. Isso não é admissível. A própria Constituição fala em contagem pública dos votos, quero transparência”, disse o Presidente.

Bolsonaro disse que apresentará ‘provas de fraude’ na eleição na ‘semana que vem’

O presidente afirma que a fraude aconteceu nas eleições de 2014 e conclusões serão encaminhadas ao TSE.